top of page

Quero construir, e agora?

Atualizado: 27 de set. de 2021


Muitas são as dúvidas de quem deseja construir um empreendimento. Vale mais a pena reformar ou começar uma obra do zero? Construir a casa dos meus sonhos vai me fazer gastar muito? É realmente necessário contratar um arquiteto? Se uma dessas perguntas já passou pela sua cabeça, continue até o fim do texto para entender por onde começar a concretizar seu sonho!

Planejar é preciso


Da escolha do terreno à execução da obra, a construção deve ser planejada de forma a otimizar os custos. Quanto mais você planejar seu empreendimento, maior a garantia de qualidade de obra, de produtividade dos profissionais envolvidos e de economia de materiais e serviços. Se você não tem um bom planejamento, talvez não consiga prever erros e venha a ter muita dor de cabeça com o andamento da projeto.


A elaboração desse planejamento deve ser feita por um profissional habilitado para lidar com os desafios da construção civil. O mais indicado é que você contrate um arquiteto para te acompanhar. Ele será responsável por desenvolver o seu projeto considerando o orçamento que você possui e buscando métodos construtivos adequados. O arquiteto também poderá gerenciar ou acompanhar a sua obra, onde poderá negociar melhores condições para aquisição de materiais e serviços, além de verificar a correta execução e as boas práticas no canteiro.

“O dinheiro gasto com arquiteto eu invisto na obra!”

Essa frase é muito utilizada por pessoas que não entendem como funciona o processo de construção. No Brasil, estima-se que o investimento em um projeto arquitetônico corresponde a cerca de 2% a 5% do valor a ser gasto em toda a obra. Além de ser um valor insuficiente para cobrir outros custos, esse investimento é rapidamente abatido em outros gastos.


Além da busca de soluções mais econômicas durante o projeto e da negociação de melhores valores durante a obra, o trabalho do arquiteto também resulta em economia devido aos detalhamentos que o profissional produz. Um bom projeto de arquitetura conta com quantitativos que especificam os materiais que você deverá comprar, como revestimentos, luminárias, louças e metais. Com esses dados, você também pode negociar melhores valores com fornecedores de produtos que, normalmente, representam uma grande porcentagem do gasto na obra, ou ainda garantir produtos de melhor qualidade sem sair do orçamento previsto.

Benefícios a curto, médio e longo prazo

Além da economia gerada a curto prazo, uma obra acompanhada por um profissional de arquitetura também apresenta diversos benefícios a médio e longo prazo. No prazo médio, é notória a melhoria da qualidade de vida dos moradores ou usuários. Uma construção bem projetada atende aos anseios de quem vive no local, considerando os gostos e necessidades específicas da família ou equipe.


Além disso, durante o processo de projeto, o arquiteto se atenta a convenções arquitetônicas e normas de desempenho. Isso evita futuros transtornos com ambientes que não comportam todos os usuários de forma confortável, evita conflitos entre os usuários ou entre usuários e vizinhos, e evita ainda gastos desnecessários com manutenção.


No longo prazo, além do acúmulo de todos os benefícios trazidos durante a vida útil da construção, também é importante citar o grande benefício da valorização do imóvel. Ao contrário das construções não projetadas, que se deterioram rapidamente com o passar dos anos, as construções planejadas por arquitetos se mantém em bom estado durante muito tempo. Além disso, é muito comum que as construções que não tiveram projeto também não tenham sido legalizadas em prefeituras, dificultando o processo de transferência entre proprietários.

Estou convencido, mas será que o arquiteto vai respeitar meu gosto?

Para um projeto arquitetônico de qualidade, é fundamental que o arquiteto conheça a fundo não só os desejos dos clientes, mas também o dia a dia de todos que irão utilizar o espaço. Além disso é necessário saber a previsão de orçamento e uma projeção futura dos usos do local. Tudo isso é necessário para que o profissional desenvolva um projeto que respeita as suas necessidades. Assim, ao contratar um arquiteto, seja honesto: diga tudo o que você quer e o que você não quer no seu projeto!

Entendendo as questões de planejamento, investimento e benefícios, é hora de contratar o seu arquiteto e iniciar a concretização do seu sonho! Tenha em mente o que você precisa, se informe sobre os profissionais que atendem na sua região e comece a realizar orçamentos. E lembre-se: o melhor caminho é se cercar de bons profissionais!

Comments


bottom of page